POR QUE O ROSTO DE LÍVIO PEREIRA NÃO ESTÁ NOS OUTDOORS DE SALVADOR? – CRÔNICAS POÉTICAS #11

Lívio

Os cursinhos pré-vestibulares tem uma estratégia de divulgação muito simples. Trabalham a autoestima dos candidatos desde a hora da matrícula e quando eles conseguem entrar em algum universidade, estando nas primeiras posições, dão a eles quinze minutos de fama estampando os sorrisos de felicidade nos outdoors, busdoors, mobiliários urbanos e qualquer lugar em que possa atrair um olhar humano. Isso dá tão certo, que tem alunos que se sentem superiores só por terem aula em determinados cursinhos de elite, sendo que o objetivo de qualquer curso preparatório é você não estar nele.

Lívio Pereira, você sabe quem é ele? Ele foi o primeiro colocado do concorrido curso de direito da Universidade Federal da Bahia. Nenhum cursinho estampou o seu rosto em outdoors, sabe por quê? Porque ele veio da escola pública. A questão é que esse novo conceito de escola pública quer que exemplos como o de Lívio não existam, por isso não é interessante utilizá-lo como modelo de superação. Pense como seria legal um outdoor dizendo que apesar das adversidades da vida, os estudantes de escola pública podem se sentir capazes de realizar grandes feitos. Porém, esse não é o plano.

O plano mesmo é ver esses estudantes como mão de obra inferior, graduados com a migalha que deram o nome de curso técnico, prontos e satisfeitos com trabalhos de um escalão mais baixo. Se todos acharem que podem ser como Lívio, o sistema perderá as pessoas que eles precisam para servir o café, limpar o chão e tirar a cebola do sanduiche (nada contra essas profissões, mas ninguém sonha com elas). Usar Lívio como um “encantador de sonhos” não só seria inteligente, como seria humano, pois daria a estudantes que já se sentem inferiores uma luz de esperança, mas não parece que isso sequer tenha passado pela cabeça de nossos queridos governantes.

Parabéns, Lívio, mas é triste que você seja uma exceção. Nos resta compartilhar isso para que mais gente saiba quem é Lívio e para que outros Lívios saibam que também são capazes. Investir em educação é um clichê, mas é fundamental, pois como já dizia Derek Bok “se você acha que educação é cara, experimente a ignorância.”

Beijos & Abraços Crônicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s