A HISTÓRIA DO HOMEM QUE MORREU, MAS ESTAVA VIVO – POESIA CRÔNICA #7

Trabalhador comum Pai exemplar Ótimo marido   Certo dia Chegou no emprego E lhe contaram Que havia sido demitido   Em casa, seus filhos Já não ouviam seu conselho Preferiam os dos amigos   A mulher Como prêmio de consolação Fez seu macarrão preferido Ele, distraído, Não prestou atenção Ela foi para o whatsapp Mandar…

O ASFALTO – CONTOS CRÔNICOS #11

Oração do Pai Nosso, boné na cabeça, pé na rua, chave indo da fechadura pro bolso. As últimas palavras; “Tchau, mãe, te amo”. Na mochila havia um caderno escrito de trás para frente, um livro contando a história do Martin Luther King, um casaco, caso o tempo resolvesse contrariar a previsão, duas garrafinhas de água…

ASSASSINO É QUEM MATA, NÉ? – CONTOS CRÔNICOS #10

No corredor da morte, aquele jovem negro andava sobre os olhares de todos que sustentavam as suas famílias com a dor dos que estiveram perdidos. Toda aquele aparato em suas mãos, pernas, cabeças contradiziam a ideia da morte digna, indolor. Para ele, a dor de saber que iria morrer era muito maior do que qualquer…

RÁDIO SHON 2000 – CEDILHAS, CABEÇAS E CAPOEIRAS #1

Rádio Shon 2000, a rádio que não é FM e nem AM, é PN. Nesse primeiro programa, Anderson Shon te explica como nasceu o cedilha, não responde a pergunta do século e aconselha um inocente ouvinte sobre a possibilidade de dar um passeio noturno com Rubem Fonseca. Ouça, curta, compartilhe e sorria! 

HOUDINI, O MÁGICO INCOMPREENDIDO – POESIA CRÔNICA #6

Houdini, era o seu nome Cartola na cabeça Capa esvoaçante Coelho amigo Na foto do pôster E a frase de divulgação “Houdini irá fazer desaparecer um leão.”   Aí começou toda a confusão Os ambientalistas Boicotaram o inocente mágico “O rei da selva Sendo ridicularizado Por um humano Ele não merece tal destino.” E todos…