FESTA SURPRESA – CONTOS CRÔNICOS #9

Nome: Henry. Localização: cozinha mexendo a enorme panela de cachorro quente. Na sua cabeça, pensamentos indigestos e uma touca que havia sido obrigado a usar pela dona da casa. Função: Estava ali pois precisava matar a aula chata e não tinha um bom motivo aparente, até aparecer o convite de Lisa. Nome: Lisa. Localização: sala,…

A SUICIDA QUE MORREU DE RIR – CONTOS CRÔNICOS #8

“Não dá, se eu não escrever, eu morro, morro também escrevendo, vivendo, sofrendo, morro por que há vários tipos de mortes invisíveis que dificilmente são percebidas. Morro numa morte que adormece no meu inconsciente e a carapaça já não tem mais a capacidade de disfarçar. Ando naufragando em qualquer gota de chuva e chove muito,…