TEM QUE ACABAR O CELULAR! – CRÔNICAS POÉTICAS #23

charge-celular
Charge de Ivan Cabral

Estava eu, caminhando com um sorriso ansioso guardado para o jogo do Brasil contra a Bélgica e olhando ao redor o cenário que me seguia; o bairro da liberdade…de Salvador. Eis que um motorista de ônibus me pede para levar uma senhora deficiente visual até o destino dela. Aceitei. Ela me disse que queria ir ao salão de beleza que ficava no shopping liberdade, bem próximo de onde estávamos. Ganhei alguns pontos de experiência em bondade e fui ajudar aquela alegre senhora.

Entramos no salão e ela foi, até um pouco grosseira, pedir que passassem ela na frente, pois estava com pressa. Não sei, mas acho que deficientes tem prioridade em qualquer serviço. Havia ali duas funcionárias; uma lavando o cabelo de uma cliente e a outra afundada no celular. Fui atendido pela que estava trabalhando (de verdade) e ela achou que eu era filho da tal senhora. Avisei que não e que já tinha que sair, mas ela me fez um pedido:

– Você pode deixar ela sentada ali? – Não que eu não pudesse, eu podia, mas isso não seria papel da outra funcionária? E foi exatamente isso que eu questionei.

– Ela pode fazer isso. – Apontei para a moça que só nesse momento tirou a cara do celular. – Ela é funcionária, não é?

– É…então deixa que eu faço. – A mulher parou de lavar o cabelo da cliente e foi ajudar a senhora. E a outra o que fez? Deixou o celular de canto para ver por que estavam falando dela e depois pegou o celular de novo.

Quantos filmes você já perdeu alguma parte por estar no celular? Quantas falas tiveram que ser repetidas por conta do maldito whatsapp? Quantas horas de sono? Quantos focos quebrados? Quantos… quantos… quantos… Essa doença social já chegou no patamar de alguém achar que ficar naufragando na internet através do mundo mobile é mais importante do que ajudar um deficiente no horário do expediente. Não há mais retorno, temos que nos acostumar com essa sociedade extremamente tecnológica, mas cabe também perceber que com que ela vem uma nova série de comportamentos que precisam ser corrigidos. Tem gente que olha menos pra vida do que olha pro celular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s