NA VERDADE… – CRÔNICAS POÉTICAS #32

Há algo que hoje em dia vale muito mais do que petróleo, euro, ouro ou o telefone daquela pessoa que você adoraria reencontrar; a verdade. A questão toda é que diante de tanta fakenews, saber o conceito de VERDADE é uma tarefa difícil. Pedindo ajuda ao Aurelião (primo do Chico) entendi que VERDADE é tudo…

O YOUTUBER É UMA EXCEÇÃO – CRÔNICAS POÉTICAS #31

Você sabia que o Stan Lee trabalhou com quadrinhos durantes cinquenta e cinco anos da sua vida? É… só que foi dos quarenta aos noventa e cinco. Antes disso ele era o simples Stanley trabalhando na empresa do cara que namorava com a sua prima. Ahhhh, essa empresa já era o embrião da Marvel. Onde…

QUAL É O SEU TEMPO? – CRÔNICAS POÉTICAS #29

Temos pouco tempo, mas talvez seja o suficiente: “Pra quem não sabe o que fazer com o tempo, qualquer prazo serve.” Não adianta comprar um relógio e não saber o valor dos minutos. Seria como um cego assistindo uma TV de um milhão de polegadas. Temos tanto tempo que dá até pra você ler essa…

TRAILER – O DIA DO YURI

Ser escritor é ser brindado com presentes que são pura beleza e amorosidade. Uma delas é ter um conto adaptado para curta pela Cloud Filmes.Com direção de Gleidson C. Alves, o curta estará disponível em Janeiro (eu acho kkkkkk), mas ele já tem essa lindeza de trailer. Assistam!

STAN? LI! – CRÔNICAS POÉTICAS #28

EXCELSIOR! Como bom nerd, seria impossível não sentir a morte do Deus dos quadrinhos; Stan Lee. Mas, não irei lamentar sua ida, vou sim agradecer a oportunidade de ter aprendido tanto com esse cara. Sempre li muito quadrinho na infância e nem lembro como eles apareciam na minha mão. O pequeno Anderson sorriu quando viu…

enferZAPem – CRÔNICAS POÉTICAS #27

Tarde de sexta-feira, fui com minha vó no hospital Teresa de Lisieux (que por sinal, é péééééssimo, mas isso fica para um próximo episódio) para que ela fizesse todos os exames possíveis e, além de um bate-boca com uma enfermeira chefe que me disse que só uma delas era autorizada a fazer ligações internas, fiquei…

ACABOU A GRAÇA – CRÔNICAS POÉTICAS #26

Marcelo Adnet, um dos melhores comediantes em atividade no Brasil, tirou o sábado para postar no twitter um fato peculiar em seu cotidiano. O humorista contou que foi interpelado por um senhor que fazia um gesto de revólver com as mãos. Você pode ver na imagem o tweet inteiro. Fui atrás dos comentários para ver…

HUMOR? – CRÔNICAS POÉTICAS #25

Talvez eu esteja renascendo uma discussão que já seja um pouco antiga, mas bem relevante. Qual o limite do humor? Não, não é isso, mas poderia ser, é que antes preciso explicar. Na noite de sábado, fui convidado para declamar no Sarau Urbano lá no Shopping Ponto Alto. Ali, pra mim, era o Rock n…